E Se Eu Fosse Puta

Travesti Conta em Livro Sua Mudança e Experiências

Por Inaê Miranda

Amara Moira E Se Eu Fosse Puta

Desde que se assumiu travesti, aos 29 anos, Amara Moira vem trilhando um caminho de descobertas. Prazer, medo e um turbilhão de emoções marcam sua busca por um lugar no mundo. Encontrou na prostituição o primeiro espaço de acolhida e durante mais de um ano as pessoas com quem se relacionou foram clientes. “Senti a necessidade de me prostituir para lidar com o vazio emocional, com a solidão, com sentimento de que não tinha lugar para mim no mundo”. Doutoranda pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Amara lança no dia 15 de agosto, em Campinas, o seu livro 'E se eu fosse puta'.

Dicionário Transgênero

Como se Fala a Língua Trans
Por Mariana Ceccon e Marina Mori

Dicionário Transgênero

Adaptado do Dicionário Transgênero, criado pela psicanalista Letícia Lanz, o vocabulário abaixo serve de “tira-dúvidas”, fortalece conceitos e, como não, ajuda a evitar o obscurantismo, a violência e a transfobia.

Preconceito: Pelo Fim dos Olhares Tortos

Segundo entrevistadas, o preconceito está no olhar e não na boca

Por Anete Poll

Natasha e Caroline
Natasha, à frente, e Caroline, atrás

- Nós estamos aqui, temos o direito de frequentar todos os ambientes como qualquer outra pessoa. O tempo de nos esconder, viver nas sombras, à margem da sociedade, acabou. Continua difícil, mas hoje já está melhor, porque muitas, como nós, lutaram no passado, para que houvesse essa mudança. E, amanhã será ainda melhor para as gerações futuras, pois estamos aqui, lutando exatamente para isso – inicia Caroline de Barros.

Vida de Travesti

A Cidade Finge que Elas não Existem


Série revela em três episódios a realidade enfrentada todos os dias pelas travestis.

O Brilho do "Planeta Trans"


Atrizes e Modelos 
Abrem Caminho Para o Resto da Comunidade Transexual

Le Carrousel
Artistas Travestis no Le Carrousel, em Paris, nos Anos 50

Quando o ex-atleta olímpico Bruce Jenner apareceu, em julho passado, na capa da Vanity Fair com sua nova identidade sexual, agora Caitlyn Jenner, a sismografia midiática sofreu um segundo Big Bang registrado imediatamente no 1 milhão de internautas que passaram a seguir Jenner em sua nova conta no Twitter em apenas quatro horas. O holofote da saga Kardashian-Jenner se deslocou do generoso bumbum de Kim Kardashian para o rosto de uma mulher de 65 anos exibindo sua nova afiliação no glamouroso enquadramento da revista.

A Transexualidade Representada nas Telas

Por Marianna Malinowski

A Transexualidade Representada nas Telas

Quem são os transgêneros? Acima de tudo, são seres humanos. Humanos estes que são alvo de preconceito de maiorias, minorias e até da própria comunidade. Desconstruindo a palavra “transgender”, esse ‘trans’ vem do latim ‘trāns’, que entre outras coisas quer dizer ‘through’ e ‘beyond’. Ou seja, vai ‘além’ da forma bi-normativa que nos é imposta pela sociedade em que vivemos.

Tangerine

Trailer de Tangerine, filme estrelado por atrizes trans e gravado inteiro no iPhone

Tangerine

Filmado inteiramente com iPhones 5S, Tangerine  é o queridinho da última edição do festival Sundance, que rolou entre janeiro e fevereiro. O filme de Sean Baker chega ao circuito comercial americano em 10 de julho e já rendeu matérias em veículos de lá, como o New York Times e Los Angeles Magazine e até nos daqui, como O Globo.

Mama Africa

Corinna Kern Fotografa a Vida de Transsexuais Sul-Africanas


Mama Africa Transsexuais Sul-Africanas


Corinna Kern é uma fotojornalista nascida da Alemanha. Seu projeto mais recente captura a vida de pessoas transgênero no Cabo Oriental, África do Sul. Trabalhando com uma ONG chamada S.H.E. (Social, Health and Empowerment Feminist Collective of Transgender and Intersex Women of Africa), Kern passou seis semanas de 2014 documentando o cotidiano de seus personagens.

Rebel Rebel

Você mantém sua mãe em um turbilhão
Ela não sabe ao certo se você é um garoto ou uma garota

David Bowie Rebel Rebel
David Bowie

Rebelde, rebelde, você rasgou seu vestido
Rebelde, rebelde, seu rosto é uma bagunça
Rebelde, rebelde, como eles poderiam saber?
Vagabunda gostosa, eu te amo demais

Transgêneros no Mercado de Trabalho


Transposição

Transposição é um documentário que busca mostrar a realidade do mercado de trabalho para transexuais e travestis. Ao explorar diferentes áreas profissionais, o filme relata as principais dificuldades encontradas por transgêneros no momento de conseguir um emprego, que vão desde o preconceito velado a problemas com a documentação. 

Este filme é um convite a entender a complexidade do universo trans e a problematizar a marginalização desta parcela da população na sociedade.

Conte Sua História

Projeto "Conte Sua História" reúne depoimentos de vida e de luta


Penelope Jolie

À margem do mundo, escondidas entre esquinas, lá estão eles: travestis e transexuais, profissionais da vida, sem direito à carteira de trabalho, sem direitos humanos, civis e políticos. Personagens de uma crônica mal contada, obrigatoriamente esquecida, que ganhará voz com a sequencia do projeto “Conte sua História”. Realizada pelo Museu da Pessoa, a ação resgata memórias, relatos e a dignidade dos depoentes.

É "A" Travesti e não "O" Travesti

Por Sofia Favero Ricardo

A língua é mutável e a relação que temos com ela é dialética. Ou seja, nós mudamos a linguagem e ela nos muda conforme dialogamos.


Travesti

Antes de falar sobre como o artigo masculino “O” é pejorativo para as Travestis e Transexuais, tentarei explicar como termos depreciativos caem em desuso conforme o tempo.

Tear Me Down

Sem mim, bem no meio, babe
Vocês não seriam nada

Hedwig and the Angry Inch Tear Me Down

Um Pouco de Política, Transexualidade e Rock 'N' Roll

Travestis

Muito Além das Ruas

Travestis Muito Além das Ruas

Recentemente lançado, livro dos autores Felipe Moreira, Ingrid Costa, Aline Cebalos, Vanessa Vianna e Fernanda Charlois retrata o universo travesti da maior capital brasileira.

O Que Significa Ser Invisível no Brasil

Por Daniela Andrade*

Visibilidade Trans

O Dia da Visibilidade Trans surgiu em janeiro de 2004 por conta do lançamento da Campanha Nacional “Travesti e Respeito”, do Ministério da Saúde. Nesse dia 29, militantes e ativistas travestis, transexuais, transgêneros entraram no Congresso Nacional, em Brasília, para lançar nacionalmente a campanha.